Uma Epígrafe



"...Quanto à poesia, parece condenada a dizer apenas aqueles resíduos de paisagem, de memória e de sonho que a indústria cultural ainda não conseguiu manipular para vender."...[Alfredo Bosi, in O Ser e o Tempo da Poesia, p. 133]

sexta-feira, março 25, 2011

FROL (em pérgola)

Imagem Flickr - Google


























se é poesia
pode se dar elegantemente despida
sem pétalas
apenas ramagens esguias e perfume;
vestes,
quase sempre,
impedem a necessária estesia;
basta-lhe um átrio com risos silvestres,
pequenos ar-bustos
de amena buganvília


quando há sorriso
todo o menos belo desaparece em pelúcia
em plúcia
dilícia plúmida
que de poesia ex-pele
e despe-se
toda elegância
de falda em frol
toda fragrância de eflorescência e sol


se é poesia, a-flora,
...adere.





Eurico,
experimentos de arquitetura e paisagismo... volátil...rsrsrs

Postar um comentário