Uma Epígrafe



"...Quanto à poesia, parece condenada a dizer apenas aqueles resíduos de paisagem, de memória e de sonho que a indústria cultural ainda não conseguiu manipular para vender."...[Alfredo Bosi, in O Ser e o Tempo da Poesia, p. 133]

sexta-feira, julho 22, 2011

SÉRIE: OS SENTIDOS (O SENTIDO) Nº 3

DINAMARCA



http://turismo.culturamix.com/blog/wp-content/uploads/2010/06/28.jpg













OS DELFINS DINAMARQUESES (poema nº 3)



Compulsando
a gens portucalense
aqui aportada há cinco séc'los,
gente de armas e brasão:
Os Albuquerque,
Cavalcanti,
Maranhão,
reforço a minha crença
no criacionismo (sem ironia)
e na genealogia
desde Adão...
Não existe assertiva mais exata.
Como crer que gente tão ilustre foi primata?


Não.
Eles descendem dos galegos,
dos batavos, dos ostrogodos,
visigodos, romanos, gregos.
Diz-que foram mesmo (em outras vidas)
oráculos, sibilas, celtas e druídas.
Nunca houve uma estirpe mais sensata.
Como crer que essa boa gente foi primata?


Heróis do panteão,
Santos do hagiológio,
Deuses do Olimpo,
É o que foram.
Diz-nos a história.
Homero,
Cícero,
Camões,
os vates cantam as suas glórias.
e os exaltam.
Não há uma certeza mais exata.
Como crer que essa gente foi primata?


Discordo mesmo da corrente pessimista,
que chega a postulados desse porte:


O homem é um decadente.
Um ser-para-a-morte.



Como afirmar isso, minha gente?
Basta ver em ação seus descendentes:
Os vikings, os mongóis. O huno, Átila.
Seres serenos e gentis...
Por que primatas?


Criatura de Deus é o Homo Sapiens.
Um ser que ama a vida e nunca a morte.


No entanto,
há exceções de toda sorte
que encontrareis no mundo, em toda parte.
Mas, pasmem:
Até na civilizada Dinamarca,
há seres vis,
que não se deve mesmo comparar com o bom primata.


Existe por aí uma fera infra-humana
Um ser desnaturado, besta insana
que descende de Caim, vindo de Adão,
(uma exceção àquela regra tão exata)
que, além de um ser-para-a-morte, é


UM SER-QUE-MATA!!!
















http://naodaparaficarcalado.blogspot.com/2009/09/matanca-de-golfinhos-em-ritual-de.html


















http://petroglifotribal.blogspot.com/2009/10/dinamarca-matanca-anual-dos-golfinhos.html

 Para aliviar os sentidos: Gregorian Chants - Kyrie eleison, de Mozart.
Postar um comentário