Uma Epígrafe



"...Quanto à poesia, parece condenada a dizer apenas aqueles resíduos de paisagem, de memória e de sonho que a indústria cultural ainda não conseguiu manipular para vender."...[Alfredo Bosi, in O Ser e o Tempo da Poesia, p. 133]

sexta-feira, fevereiro 18, 2011

FREVO DE ORFEU


Frevinho de Tom e Vinícius























Vem, vamos dançar ao sol
Vem, que a banda vai passar
Vem, ouvir o toque dos clarins
Anunciando o carnaval
E vão brilhando os seus metais
Por entre cores mil
Verde mar, céu de anil
Nunca se viu tanta beleza
Ah, meu Deus
Que lindo é o meu Brasil!


Esse frevo-convite, ou frevo-exclamação, faz uma alusão poética aos blocos líricos do Recife, tanto pelo ritmo cadenciado das marchinhas, quanto pelo lirismo simples de quem vive e descreve o momento, cantarolando.
Estendo o convite do frevo aos foliões de todo o mundo. Venham brincar com os blocos líricos na Aurora dos Carnavais, domingo, 20/02/2011, pelas 16h, na Rua da Aurora, no Recife!

Frevo de Orfeu - por Vânia Bastos
Postar um comentário