Uma Epígrafe



"...Quanto à poesia, parece condenada a dizer apenas aqueles resíduos de paisagem, de memória e de sonho que a indústria cultural ainda não conseguiu manipular para vender."...[Alfredo Bosi, in O Ser e o Tempo da Poesia, p. 133]

sábado, janeiro 29, 2011

CARNAVALÍRICO (2)





















Os brincantes riem do tempo, rio invisível, que insiste em passar...
Eles possuem um segredo que só as crianças conhecem:

Dão sentido à vida mergulhados nela, com alegria.
A vida agradece e o tempo se torna puro acontecer, pura duração!

Salve os brincantes do Bloco Lírico Flores do Capibaribe!
Com eles, este poeta vai atravessando o alegre rio da vida!
Postar um comentário