Uma Epígrafe



"...Quanto à poesia, parece condenada a dizer apenas aqueles resíduos de paisagem, de memória e de sonho que a indústria cultural ainda não conseguiu manipular para vender."...[Alfredo Bosi, in O Ser e o Tempo da Poesia, p. 133]

domingo, julho 18, 2010

Tamandaré



Farfalham folhas
Flutuo

In/vento um vento
Levito

...Ouve-se um suave assovio
de invisível gaivota

Asas azuis deslizando
num azulado vazio...


***


Imagem e motivo do poemeto:
(foto de Paula Barros)
Postar um comentário